Blog

Exercícios Multiarticulares e Exercícios Monoarticulares

exercicios-monoarticulares-x-multiarticulares-personal-tiago-ribeiro

Uma das formas de classificarmos os exercícios é de acordo com o número de articulações envolvidas no movimento. Quando ocorre o movimento de apenas uma articulação chamamos este exercício de monoarticular e quando envolve mais de uma articulação chamamos de multiarticular. Mas, qual a real diferença entre eles?

Segundo Fleck e Junior (2003) os exercícios monoarticulares são mais simples e tem uma aprendizagem motora mais simples. Assim, eles constituem uma parte fundamental do treino, seja para iniciantes, por suas facilidades, seja para avançados, devido ao alto grau de isolamento de tensão muscular.

É legal citarmos que os exercícios monoarticulares não podem ser a base de seu programa de exercícios, mas devem ser um complemento mais específico para a musculatura que os exercícios multiarticulares não conseguem atingir.

Já os exercícios multiarticulares estão sendo cada vez mais recomendados dentro do programa de exercício. Analise comigo, nos movimentos do dia a dia: sentar e levantar a cadeira, pegar algo do armário, limpar a casa, pegar algo do chão entre outros. Os exercícios multiarticulares se aproximam mais dos movimentos do cotidiano trazendo maiores benefícios funcionais. Possibilitam também trabalhar diversos músculos juntos podendo assim, por exemplo, economizar no tempo de treinamento caso você não possua muito tempo para fazer seus exercícios.

Outro benefício de se ter exercícios multiarticulares no programa de treinamento é pelo fato de se aumentar a produção natural de testosterona, que é o principal hormônio masculino e grande responsável pela construção de massa muscular; e por ajudar a queimar mais gordura corporal. Quanto maior percentual de massa muscular for estimulada durante o treino, mais testosterona é liberada. Por isso, podemos concluir que os exercícios multiarticulares é uma ótima estratégia para pessoas que visam aumentar os músculos.

Importante entendermos que embora os exercícios multiarticulares devam ser predominantes em uma planilha de treinamento, também devemos ressaltarmos que pode haver alguns benefícios se incluirmos alguns exercícios variados para um único grupamento muscular. O mais importante é entender que apenas o profissional formado em Educação Física vai saber interpretar as reais necessidades de cada um, e qual a ideal divisão entre exercícios monoarticulares e multiarticulares.